26 de março de 2014

Notícia da CRB Nacional

CRB Nacional realiza Assembleia Geral Ordinária, em Brasília

ESCRITO POR CRB COMUNICAÇÃO LIGADO . PUBLICADO EM DESTAQUE
 
Por Rosinha Martins| 25.03.14| A CRB Nacional- Conferência dos Religiosos do Brasil realizou durante esta terça, 25, a Assembleia Geral Ordinária. O evento, que aconteceu no Centro Cultural de Brasília, contou com a participação de assessores regionais e nacionais, coordenadores regionais, superiores maiores e delegados das Instituições Membros da Conferência.
Na abertura, um momento de oração que destacou os 60 anos da Conferência e fez memória da atuação missionária e profética da vida religiosa do Brasil durante estes anos de existência da CRB, marcou o início da Assembleia.
O presidente da Assembleia, padre Carlos, fez a abertura do evento e ressaltou  que a “Assembleia da CRB é expressão, não apenas jurídica, mas sobretudo sinal de comunhão entre os religiosos e religiosas”. Fazendo menção às palavras do Papa Francisco disse que “como Instituição que  congrega e acolhe, a CRB está de portas abertas”, pois é quando as portas estão abertas que o Senhor Jesus entra, reparte o pão e a fraternidade acontece.
O Assessor jurídico da CRB Nacional, Dr. Hugo Sarubi Cysneiros, refletiu sobre as Organizações Religiosas: os obstáculos, as leis que a jurisprudência aponta como opção possível, válida, legal e que segundo ele precisa ser visto com mais atenção pelos Irmãos e Irmãs. “É que muitas vezes os Religiosos e Religiosas ficam muito preocupados com as associações, ou seja, a obra propriamente dita e se esquecem que o Brasil reconhece as organizações religiosas, bem como pessoas jurídicas existentes e que tem que ser organizadas como são canonicamente”, disse.
Mediação de Conflitos foi tema refletido pelo Secretário Executivo da Comissão Brasileira Justiça e Paz, Daniel Seidel. O assessor ressaltou que é preciso desmistificar o conceito de conflito, pois o que torna o conflito bom ou ruim é a forma como ele é administrado. “Tudo o que fazemos passa pelo conflito, mas a forma de como lidamos com eles é que fazem a diferença”. Acrescentou ainda que a escassez de tempo impede o ser humano trabalhar de forma adequada com os conflitos e os sentimentos que deles emergem, se não expressados da melhor maneira, o corpo sentirá e daí pode repercutir as doenças chamadas psicossomáticas, tão comuns nos dias de hoje. “Uma vida saudável depende também da capacidade de comunicar-se e resolver de forma madura os conflitos”, afirmou.
Ainda, de acordo com o assessor, pais tendem a tornar os filhos meninões que não são capazes de resolver conflitos por causa da super proteção destes. Da mesma maneira,  Religiosos e Religiosas muito protegidos não conseguirão lidar com os conflitos de maneira saudável.  “Este amadurece e faz as pessoas entrar em contato com a realidade e o primeiro passo  para lidar com o conflito é acolhê-lo”, acrescentou.
Durante a Assembleia, o presidente, Irmão Paulo Petry chamou a atenção dos Superiores para a realidade da CRB Nacional no que diz respeito ao quadro de assessores e sugeriu que os mesmos indiquem pessoas que possam, quando necessário, assumir assessorias na CRB Nacional e fez um apelo para que religiosos disponibilizem alguém para o setor Juventudes da CRB Nacional. Irmão Paulo lembrou também das atividades  da CRB no triênio e destacou as atividades elaboradas pela Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica do Vaticano, para o Ano da Vida Consagrada, 2015.
Outro momento importante na Assembleia foi a aprovação por unanimidade do relatório financeiro da Conferência.
A Assembleia teve o encerramento com a oração dirigida pelo presidente da CRB Nacional, Irmão Paulo Petry. As atividades da CRB continuam até o dia 27 com o encontro entre os coordenadores/as e assessoras regionais.

Mutirão das Novas Gerações de Brasília

De 28 a 30 de setembro o Grupo Novas Gerações Regional Brasília esteve realizando, na Capela N. Sra. Aparecida, que pertence a Paróqui...